segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Decotes, Transparências e Fendas - I

Atualmente, na moda, a atmosfera da sensualidade é constante nas ofertas; e embora toda criação tenha sido muito cuidada, muitas peças estão ‘fugindo’ do motivo certo na hora de usar. Nada é feito com leviandade: nem os decotes, nem as transparências, nem as fendas. Tudo que se faz é válido. O problema está no uso, pois a maioria esquece das questões protocolares, deixando passar e valer cada vez mais essa mania generalizada pela banalização, que vem afetando tudo. Mas, sempre há um jeito, principalmente porque não é difícil, só precisa ser dito. Tudo começa a dar certo quando há a compreensão da roupa, dos acessórios.
Pouca gente sabe, por exemplo, que a echarpe tem uma função verdadeiramente importante na roupa, além de adornar. E atualmente tenho visto muitos erros não de uso, mas de momento: em casamento religioso, por exemplo, uma madrinha com grande decote e echarpe pelas costas, descendo nos braços pela frente – decote totalmente exposto durante a cerimônia. Claro que noutra situação não haveria problema no uso da echarpe como adorno, mas naquele instante a echarpe deveria estar cobrindo o decote.
Decote não combina com casamento, se o vestido é decotado a echarpe entra como acessório indispensável durante a cerimônia religiosa. À sua moda, você usará a echarpe para cobrir o decote. Terminou a cerimônia, mostre então o decote na recepção. A partir daí, são várias as possibilidades, mudando de acordo com sua intuição, com o clima e com a atmosfera da festa: um xale moderno, um casaquinho de renda, etc. Com todas essas possibilidades, um único vestido toma várias formas: num momento será usado com echarpe, noutro com um xale ou um casaquinho, faixa na cintura, blazer. A criatividade depende de você. Ninguém precisa abarrotar um armário de roupas, claro que quem quer, pode e abarrota mesmo. Mas, a quantidade, para estar bem-vestida, geralmente confunde. Não há nada de errado em fazer o seu estilo sensual, desde que no estilo você sempre se valorize respeitando protocolos. Isso é muito inteligente. Mais inteligente ainda é mostrar através da roupa sua total e natural capacidade de dosar a sensualidade sem deixar cair no rótulo de nudismo. A pessoa vaidosa e inteligente tem muitas vantagens na moda, sobretudo com a disciplina, pois a preocupação constante com o estilo e com sua imagem exterior pode ser um rótulo de narcisismo, mas é absolutamente essencial para a vida, para o mundo e para a moda.

Por Jamill Barbosa Ferreira, para Brasília.

Nenhum comentário: