quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Moda - A Provocação da Pele | Christian Lacroix

Que o ser humano é o único ser vivo que destrói o meio ambiente em que vive e também o habitat dos outros animais, isso não é novidade; agora, diante de tanta tecnologia aplicada aos tecidos, incluindo as peles sintéticas, continuar matando animais para abastecer o mundo da moda é uma coisa que eu não gosto, não apoio. Sou pessoal e absolutamente contra o uso de peles na moda. Quem disser o contrário é de dois um: ou tem sangue de barata ou não faz idéia de como é o processo de retirada das peles. Para quem não sabe, a pele da raposa, por exemplo, que compõe estolas e grandes casacos, é tirada do animal ainda vivo sob uma teoria brutal e tecnicamente correta, de que a pele só mantém a maciez se for retirada do animal vivo. Então, o animal é pendurado num gancho e sua pele é friamente arrancada - uma brutalidade indescritível - deixando a raposa em carne viva e com vida - obviamente sem forças para nada, atirada numa pilha de incontáveis outras raposas que ainda respiram enquanto suas carnes jorram sangue. Ver e ouvir o sofrimento desses animais é apavorante e saber que tudo isso é feito diante de tanta tecnologia, é revoltante. Um casaco de peles de décadas atrás, quando a moda nem sonhava com tantas possibilidades de tecidos e novidades, quando não havia outro jeito e nesses tempos a pele era mesmo usada para confeccionar trajes para o frio, então, o armazenamento e a durabilidade desses trajes fazem com que sejam peças de luxo; mas hoje em dia não tem nada de bonito confeccionar usando pele natural. Essa introdução brutal mas não menos realista por isso foi para comentar um episódio: uma mulher nua invadiu a passarela de Christian Lacroix para protestar contra o uso de peles na coleção apresentada nesta quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007. A mulher carregava um cartaz que dizia: "prefiro andar nua a usar peles". Ela foi tirada da passarela e Lacroix falou: "não sou hipócrita, adoro peles"; porquê não é no couro dele, né?

5 comentários:

Tony Jannuzzi disse...

"Porque o couro não é dele"... falou tudo! rsrsrs. Adorei o post, Jamill... Os animais e a PETA agradecem... e você escapa de levar tortadas, como costuma acontecer com os defensores do uso de peles... eheheh. Abraços!!

Rêmulo Raniéry disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudia Lis disse...

Olá novamente,

Adorei o post e agradeço a manifestação. É inacreditável como em pleno ano 2007 as pessoas insistem em não respeitar a vida. Jamais o sangue e o sofrimento de um animal será algo Fashion. Onde está a consciência dos homens? Que vergonha!!! Espero que um dia, muito em breve, essa situação chegue a um eterno fim!

Até mais

Anônimo disse...

Adorei o post...vi no HBO um especial sobre o Peta e mostraram a retirada da pele das raposas. Mesmo já não consumindo carne há 3 anos, chorei ao ver tanto sofrimento. Quem sabe se esfolassem um dedinho de Lacroix, ele não mudasse de idéia?

Anônimo disse...

o homem é realmente o animal mais cruel, para os outros e para si mesmo, enfim...