segunda-feira, 25 de junho de 2007

Opinião - Brutalidades Contra os Animais


Eu tento, diariamente, ajudar os animais de rua como posso. Sou assim desde garoto e incentivo todos os amigos e desconhecidos que ajudem os animais. Cuido, arrumo quem adote e fico de olho em tudo. Também não vou à circos que tenham animais, sou absolutamente contra. "Ah, mas são bem tratados!", escuto muito, mas isso não me convence. Detesto vaquejada, rodeio e 'farra do boi'. Não vou, não apoio. Detesto quem se mete nisso. Ontem, avisado pelos amigos, vi pela tv e me emocionei com uma matéria no SBT, programa do Gugu, mostrando mais uma triste realidade dos cães e gatos de rua que são vítimas de humanos que envergonham nossa raça. Gente que amarra cães e gatos nos trilhos do metrô de São Paulo pelo desprezível, demoníaco e desumano "prazer" de ver o desespero e a morte desses inocentes animais. Mas, graças à Deus, existe um casal num dos pontos onde isso acontece, que muitas vezes consegue impedir o pior. Mas, não é sempre que essas duas pessoas conseguem livrar os animais da morte. Esse casal, a Lindaura e o José dos Santos, sobrevive com apenas 1.200 reais mensais e adotam dezenas de cães e gatos que são salvos da linha do trem. Você, eu, todo mundo sabe como é complicado ter de manter ração, remédios e higiene para tantos animais. Eu escrevo hoje para lhe pedir que entre em contato com a GANG DOS BICHOS, com a Dra. Ivana, pelo telefone 11 3618-3000 e se informe sobre como ajudar esse casal de alma tão caridosa e que merece todo nosso respeito e admiração. Ajude com remédios, alimentos, dinheiro, com o que for, mas ajude.
"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma" - Pitágoras

Por favor, leia o recado abaixo da SUIPA (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais) sobre as brutalidades cometidas nos Centros de Zoonoses e faça sua parte ajudando a combater toda injustiça cometida contra os inocentes animais. Juntos seremos mais fortes.

Os CCZ´s - CENTROS DE CONTROLE DE ZOONOSES - são órgãos municipais existentes na maioria dos munícipios brasileiros. Alguns são conhecidos como "Canis Municipais" e são dirigidos pela Secretaria Municipal de Saúde ou pela Secretaria Municipal de Agricultura. Infelizmente, o trabalho que deveria ser realizado a favor também dos animais não humanos, dificilmente acontece... A palavra ZOONOSE significa: DOENÇA TRANSMITIDA DO ANIMAL PARA O HOMEM. Se esses órgãos foram criados para CONTROLAR as zoonoses, então não deveriam MATAR!! A realidade dos CCZ´s é muito triste em nosso Brasil. A primeira etapa é a CAPTURA INDISCRIMINADA E VIOLENTA de animais que se encontram em vias públicas. A presença de animais sozinhos, transitando normalmente e, livremente, pelas ruas ainda "incomoda muito" as autoridades. É uma questão puramente racista, preconceituosa, porque muitos animais - geralmente cães sem raça definida - passeiam durante o dia, enquanto seus "donos" estão trabalhando. Além disso, em diversas comunidades as casas não têm muro e, por isso, os animais saem e retornam ao anoitecer. A captura é feita de modo brusco, laçando de qualquer maneira animais desesperados que são LITERALMENTE jogados dentro de veículos imundos, velhos, contaminados e apinhados de outros animais amedrontados. Essas são as famigeradas CARROCINHAS DE CACHORRO. Em pleno século XXI, terceiro milênio, a maioria das autoridades sanitárias não aceita e não quer modificar e humanizar o controle de animais nas cidades. É mais "prático" e mais "barato" sacrificar seres indefesos... Controlar é esterilizar, vacinar, vermifugar, microchipar, fazer programas PERMANENTES, através dos meios de comunicação, conscientizando a população a não abandonar e dar um tratamento DIGNO E CORRETO aos animais. A falta de controle na venda de animais, tanto no comércio quanto nas ruas e, o descaso da população em não esterilizar suas cadelas e gatas, são as duas principais causas do alto índice de animais domésticos abandonados tanto nos abrigos quanto nas ruas e nos centros de controle de zoonoses. O mesmo acontece com a falta de controle na venda de animais silvestres, em estabelecimentos autorizados pelo IBAMA.A maioria das pessoas quer ter uma arara, um ferret, um iguana e outros animais "diferentes" em casa, mas não sabe como cuidar, não tem condições financeiras e nem físicas de mantê-los e, acaba comprando e abandonando-os em áreas verdes, interferindo no meio ambiente. Se, em sua cidade, existe um Canil Municipal ou Centro de Controle de Zoonoses ainda usando os métodos arcaicos, cruéis, ineficazes para controlar a zoonose, por favor DENUNCIE AGORA!
Seus dados serão mantidos, pela SUIPA, em sigilo! Entretanto, se houver alguma solicitação oficial, por parte de autoridades judiciais, para que a SUIPA informe a procedência da denúncia, os dados do denunciante serão enviados para a comprovação dos fatos. Por favor, escreva objetivamente o que presenciou, o que está ocorrendo "às escondidas" e nos envie, no máximo, 5 fotos para que sejam divulgadas neste site.
SOMENTE DESSA MANEIRA, TODOS NÓS PODEREMOS COMEÇAR A PRESSIONAR AS AUTORIDADES PARA QUE, OS RESPONSÁVEIS POR ESSES ORGÃOS POSSAM SER PUNIDOS E HAJA UMA MODERNIZAÇÃO NESSE TIPO DE CONTROLE DE ZOONOSES.


DENUNCIE CLICANDO AQUI:






Muito obrigado.


Com minha amizade,
Jamill

Hoje, dia 25 de junho, é o dia do Menino Jesus de Praga, meu santo de devoção. Acenda uma vela para o Menino Jesus de Praga na intenção pela paz no mundo e pela saúde e segurança dos homens e animais.

6 comentários:

Gabriele Fidalgo disse...

Oi Jamil. =]

Vi o seu blog na comuniade
Prazéries de Amélie Poulain,
e adorei!!

Você se expressa super bem!!

Beijos

yara b . disse...

por isso eu tô ao lado de schopenhauer.

e só pra te deixar um pouco mais feliz, jammil:
um amigo tá montando uma ong pra cuidar de bichinhos de rua. já conseguimos um terreno. agora é construir o abrigo TEMPORÁRIO.

^^

Lygia disse...

Jamil!
Concordo com você..Acho uma brutalidade o que os homens fazem com os animais. O pior de tudo é que sem motivo algum.

Claudia Lis disse...

Nossa como eu gostei desse post! Também sou TOTALMENTE contra animais em circos, zoológicos, gaiolas... É incrível como os homens ainda não aprenderam a respeitar os animais. Tamanha ignorância! Depois ainda dizem que irracionais são os bichos...

Aqui em casa cuidamos dos passarinhos da rua. Colocamos frutinhas na varanda e eles entram e saem na hora que querem. E cantam muito, pois estão soltos. É muito bom tê-los por perto dessa forma.

Enfim, eu ainda tenho esperança de que um dia as pessoas caiam na real quanto à necessidade de se respeitar a natureza de um modo geral.

Beijos

Tony disse...

Nossa, Jamill... Fiquei chocado com essa notícia. Não tinha ouvido falar dessa atrocidade. Dá um certo medo - e desalento - constatar a que ponto o ser humano consegue chegar algumas vezes... Em escala menor, outros acham engraçado (?) quando explico que o motivo de eu não comer carne é pena do abate de animais. Essa insensibilidade não deixa de ser um pouco de embrutecimento, na minha opinião. Não conseguir parar de comer carne eu até compreendo, mas daí a achar "engraçado" sentir pena dos animais, como se fosse algo desprezível preocupar-se com eles, já não se justifica. Acompanho seu blog assiduamente, já lhe disse, pois adoro seus textos e idéias. Não venho com frequência, mas sempre que venho coloco toda a leitura em dia!! ;)
Super abraço.

tcristina2008 disse...

Olá... tornar-se um defensor dos animais é algo prazeroso para quem o faz. Eu diria que uma necessidade até. Quem sente compaixão pelo sofrimento deles, entende o que estou dizendo. Ficar de braços cruzados perante tanta loucura é terrivelmente desconfortável. Concordo que a pura crueldade existe na maioria das vezes, mas a falta de informação, a ausência de reflexão sobre certas atitudes do nosso dia a dia, também devem ser levadas em consideração. Há oito anos atrás refleti sobre a seguinte frase que encontrei em um site: "Se você gosta de uns, porque come outros?". A partir daí, me tornei vegetariana. Por eles. Pensem nisso.