segunda-feira, 16 de julho de 2007

Moda - Bom Gosto Contemporâneo | Nicolas Ghesquière


Ele é um dos homens mais chiques de Paris e um craque em matéria de moda. Perseverante ao extremo, Nicolas Ghesquière, enviava croquis de vestidos para várias casas, até que entrou para a Agnès B. Foi, também, assistente nas criações de Jean-Paul Gaultier. Depois, em 2000, quando 'estourou' na Balenciaga, a imprensa começou a perceber do que ele realmente é capaz. Ele turbinou, com muito bom gosto, a grife. Mas isso não começou aí, vem de antes, quando aos 21 anos entrou para o time Balenciaga. Gosto muito do estilo dele e do estilo que ele cria para os outros. Vestidos absolutamente atemporais, seguindo uma tendência da moda que agrada e marcou grandes pontos, como a alta costura de Yves Saint Laurent que não apenas foi feita para a mulher de 20 anos, como também para a mulher de 100 anos. Eu acho isso muito inteligente. E Nicolas Ghesquière tem esse jeito todo. Ombros perfeitamente alinhados, como gosto, com tecidos 'chamativos' aliados à cortes e comprimentos modernos. Ele é o criador perfeito para as ricas modernas, cosmopolitas, descendentes de poderosos nomes, bonitas por natureza ou por plásticas, decididas. Jamais deslumbradas. A moda não é apenas tecido, é também alma e é isso que a cliente 'top' busca numa criação: enaltecer sua alma. Mesmo os criadores mais 'fechados' sempre deixam escapar um toque de modismo, algum movimento desconexo, incompreensível, infrequente, com que tentam dar forma ao que sentem diante dessa insensatez na moda. Não estou dizendo que seja ruim ousar, mas o importante é saber dosar. Nicolas Ghesquière tem essa medida exata, de forma que sem esse dom natural e essencial num estilista, costureiro e criador, a moda seria movida apenas pelo instinto comercial, não teria, apesar do luxo, a camada de glamour, imaginação/criatividade e refinamento que só um criador com muito temperamento e personalidade pode imprimir numa criação. Só de você olhar a cara do Nicolas Ghesquière, já tem tremenda segurança em usar o que ele cria. Ele sabe do próprio valor e isso é muito, muito chique.

[Fotografias: Nicolas Ghesquière e Anna Wintour; duas de suas criações printemps/été 2006 (abaixo) e 2008 (acima).]

Um comentário:

sunshine disse...

O desfile de Ghesquière para Balenciaga,é um dos eventos que aguardo com grande expectativa, quando se completa mais um ciclo, no calendário da moda. Cada desfile, representa uma chance de observar o crescimento desse grande estilista.Os temas da coleção, a modelagem, a cartela de cores... Apresentados a cada estação, seguem um padrão diferencial, e como você ressaltou:são dignos de uma mulher especial.

Elaine Portella.