quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Moda – O Homem Chique, Muito Chique, Chiquérrimo | Valentino em Primavera/Verão 2008

A primeira vez que escolhi, sozinho, um blazer para mim, foi um modelo marrom de Valentino. Eu nem estava preocupado com a questão do marrom ser uma cor discriminada na moda – porque na antiguidade os serviçais nos castelos usavam uniformes marrons – e até hoje eu uso muita coisa dessa cor. Nunca me importei com isso. Eu sempre gostei de marrom, e sempre gostei das criações assinadas pelo Valentino. Mais tarde, descobri os grandes ombros e lapelas de Yves Saint Laurent, mas isso já é outra história, gosto das criações e dicas vindas dos dois. A mais nova coleção do Valentino para o verão Europeu é de um luxo simplificado. Clássico. Os comprimentos são duma perfeição tão fora de série, que dar vontade de você comprar tudo. Ombros equilibrados, calças até o ‘peito’ do pé. Mocassim sem meias. Blazers e paletós com dois ou três botões. Simplesmente o básico para qualquer cidadão cosmopolita circular da América do Sul até o extremo Oriente. As cores também são bem bonitas; e quem tem calça em tons de vermelho, saiu muito no começo da década de 90, já pode voltar a usar, suavemente ajustada à perna, com combinações em bege, creme, cinza. Não tem homem que fique visualmente deselegante com uma roupa Valentino. Então, você pára e pensa: “Mas essas roupas são pesadas, eu vou fritar no calor tropical”... Impressão sua. Pode ate parecer que isso vai acontecer, se você é marinheiro de primeira viagem em moda; mas se fosse assim, não faria sentido o Valentino ser o mestre que ele é na moda. Eis uma vantagem de comprar uma boa assinatura. Os tecidos mudam de uma estação para outra; para o calor brasileiro, nada mais adequado que tecidos baseados em algodão, linho. Alguns com poliéster para não marcar muito. Os tecidos estão cada vez mais modernos e inteligentes, muito resistentes, confortáveis e suaves. E se você não vai comprar as criações do Valentino, pode pelo menos seguir as idéias de cores. Mas uma coisa é obrigatória: preste atenção nos comprimentos. A não ser que sua moda seja uma coisa malamanhada.

Nenhum comentário: