sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Diário - Feliz Natal e Feliz Ano! | por Jamill

Hoje é a última postagem do ano, pois estou indo viajar... Todos os anos da minha vida foram assim bem especiais e toda noite quando rezo eu agradeço a Deus por cada instante. Até acho graça quando relembro alguns episódios dos anos que passaram, quando paguei mico...[risos]... Mas, na verdade, o que já passou não importa nada, porque não volta, não tem mais o que se fazer. Se já passou, então acabou. O importante é viver fazendo o que se gosta e ao lado de quem gosta de nós. Então, as recordações se eternizam de várias maneiras: adoro gravar na minha cabeça algum elogio sincero, uma boa acolhida numa casa, um gesto bonito para comigo. Tenho uma fidelidade fora de série com quem gosta de mim e que me trata bem. Também sei expressar meu amor, quando escrevo uma carta ou pinto um retrato. Eu acho isso muito importante: o cultivo de boas coisas. Muitos amigos meus ficam tristes nessa época, talvez porque todo fim é triste e traz recordações – alguns não têm boas recordações do ano, porque passaram por problemas de saúde ou mudaram-se, contra a vontade, de cidade, de país. Eu sempre sou otimista e passo esse exemplo para os meus amigos e para você que está aqui visitando meu blog. O Natal deve ser celebrado em família, com amigos que estão sozinhos e com as crianças. Vivemos em cidades cada vez maiores, cheias de violência e crueldades inimagináveis. Porém, é no Natal e réveillon que nossos corações se cobrem de um sentimento otimista: “tudo vai ser melhor”. É, pode parecer perda de tempo esperar que as coisas no Brasil melhorem, porque somos uma nação jovem (500 e poucos anos). Mas, alguma coisa tem de ter para que se consiga dar um primeiro passo: a esperança. Antes de viajar, verei a alegria dos fogos em Copacabana e no exato momento da explosão de alegrias, agradecerei a Deus, como sempre faço, por ter tantos amigos do meu lado, por sempre conseguir superar as barreiras que me apareceram e por acreditar que mesmo o réveillon sendo uma data de festa, que não passa de uma mudança de calendário, acaba sendo uma fonte de muita energia positiva, quando todos estão mais felizes. Que nós tenhamos um Natal muito feliz, com saúde, alegrias, paz, prosperidade. Que as pessoas que fazem caridade, ajudando a combater a fome no mundo, que essas pessoas se multipliquem. Que as crianças e os idosos sejam mais respeitados, que tenham comida, escola e cultura. Que os animais sejam mais respeitados, amados, cuidados. Que nós possamos aprender com nossos erros e que possamos vencer cada dificuldade que nos aparece. Porque temos Deus conosco, temos nossa família, temos nossos amigos e temos a nossa determinação. Desejo que você, eu e todos nós tenhamos bons acontecimentos, que nos surpreendamos com tantas alegrias. Feliz Natal e Feliz Ano!

Moda - Modismo Europeu Para o Réveillon Brasileiro | Réveillon 2007/2008


A moda está tão confusa que dá até tristeza. Complica também você aceitar ir ver um desfile, mesmo nos maiores centros da moda no Brasil, porque é tudo sempre a mesma receita. Se você acompanha o prêt-à-porter internacional, tudo que passa no Brasil acaba não sendo novidade. Então, mesmo assim, você vai e aplaude, mas tem sempre a sensação de que falta alguma coisa... Talento talvez? Pode ser, mas pode estar na questão da informação dos consumidores de moda. Então, você vai num casamento e vai ver uma pessoa de jeans, um decote grande, outro com as costuras do terno descendo pelos braços. A situação está muito complicada. Está cada vez mais difícil manter o ‘chique’, seguindo tudo que aparece hoje em dia. Bom, como sempre sou otimista, vamos ao que interessa: o figurino para o final de ano. Não é pelo Natal e réveillon que você vai dar prioridade a cor branca. Se você é católico, a superstição não existe. O que existe é a beleza, o bem-estar. Se você vai numa festa temática que pede branco ou vai atirar flores no mar como fazem no Rio e Salvador, você vai acabar no branco, porque ficou uma coisa assim quase de tradição e não de superstição – qualquer coisa como colocar fardamento e ir para escola, digamos. As sugestões são ideais para Rio, São Paulo, Recife, Brasília, Salvador e Belo Horizonte. Então, mesmo sendo bem complicado comentar uma coisa que já veio uma, duas, vinte vezes; vamos aos comentários individuais:
.
1 – Esse vestido Diane von Furstenberg é aquela coisa balonê, muita mulher não gosta, mas esse modelo está bem simpático. Só cabe bem na mulher muito magra. Ideal para cidades como Rio e Salvador, para você ir numa festa particular de réveillon. A perna de fora faz essa moda sexy;
.
2 – Vestido Emporio Armani que não é nenhuma novidade, porque isso já vem batendo há décadas. Mas, se permanece é porque é bem bonito. E é bonito mesmo. Fica ótimo para a mulher que vai passar no Rio, Recife, Guarujá. Atualmente é tudo muito curto, parece uma revolução contra os comprimentos mais longos;
.
3 – Eis um vestido muito simples com estampa de joaninha, que para meu gosto é dos mais bonitos insetos e já foi tema de várias coleções de jóias feitas por mim. Claro que você pode jogar fora a joaninha e usar vestido com gato, borboleta, o que você mais gostar. Gostei da simplicidade, gostei ainda mais da idéia do bicho estampado desse Diane von Furstenberg. Você até pode achar que visualmente é uma coisa bem mulambenta, mas é bem prático para quem vai entrar 2008 com muita tranqüilidade numa casa de praia longe da cidade, ou mesmo num apartamento na Atlântica, porque a simplicidade sempre cabe em qualquer lugar;
.
4 – Outro Diane von Furstenberg muito simples e bonito. Funciona como o modelo com a joaninha, porém, é uma coisa de ‘Turma da Mônica’. Esse vestido fica muito bem para São Paulo, Rio, Recife, todas as cidades, porque é clássico e tudo que é clássico é perfeito;
.
5 – Esse Carolina Herrera é uma produção bem bonita e sexy para uma festa social. Novamente é um modelo que entra em qualquer cidade, porque tem linhas clássicas e o comprimento, assim como todos os outros, varia de acordo com a vontade da cliente e as meias dão um toque de sofisticação à roupa;
.
6 – É bem bonito esse modelo da Emporio Armani. Já vi a Paris Hilton com um desse numa revista americana. É um modelo simples, mas funciona para a mulher sexy aceitar convite para festa particular, uma coisa bem bonita em volta da piscina, com vista para o mar. Ou mesmo num grande salão paulista, longe da água. Tem atmosfera novaiorquina;
.
7 – A sandália é horrível e é feia a produção com meia rasgada. Acho muito feio mulher com os dedos de fora. Mas, como o assunto é réveillon... E muita gente passa na praia mesmo, na areia... Enfim, uma sandália mais delicada ou mesmo descalça para atirar flores no mar de Copacabana, no mar da Bahia. Mas esse vestido Anna Sui não é específico para ficar na areia, Entra muito bem numa festa particular do tipo open-house;
.
8 – O vestido clássico Diane von Furstenberg está bem bonito – mesmo com sandália. Funciona como o número 2, a beleza simplificada, ideal para o verão e tem esse brilho dourado que é uma tendência para esta estação;
.
9 – Procurei uma coisa nacional que entrasse bem para uma festa social de réveillon e esse vestido Ronaldo Ésper, apesar de ser engordativo com essas listras horizontais, é um modelo simples e bonito para uma festa social. Claro que por conta das listras, a mulher tem de ser muito magra, a menos que ela não se importe em parecer mais gorda. A cauda é sinal de que só se usa se for festa black-tie (homens de smoking), algo como o baile que acontece no Copacabana Palace, digamos;
.
10 – O vestido Chanel é bonito e entra bem em qualquer cidade, mas essa calça por baixo está uma produção bem feia. Com brincão, meia e sapato de salto alto, entraria nas mesmas festas do vestido de número 5;
.
11 – Uma coisa esportiva e despreocupada esse Balenciaga, ideal para quem adora cor e tem personalidade bem atrevida – porque mesmo que a pessoa não seja atrevida, vai passar a ser usando um vestido tão estampado. Gosto muito de tudo que o Ghesquière faz e ele é para mim um dos mais importantes estilistas da atualidade. Sem contar que é um dos mais elegantes homens de Paris. Eu aconselharia colocar sapatilhas;
.
12 – Outro vestido Emporio Armani, bem simples, na linha do número 6. Gostei de tudo: cores, produção. Está perfeito. Só que raramente funciona para a mulher comprometida, porque não acho que são todos os namorados que se sentiriam bem com uma mulher tão decotada e com as pernas de fora. Claro que os tempos são de uma liberdade bem aparente em tudo e você conhece seu namorado, marido;
.
13 – Outro vestido Carolina Herrera, mais longo, bonito para ir numa festa em qualquer cidade, num casamento, é um vestido muito fácil;
.
14 – Muito dourado, cromado, listras claras e escuras como recurso para alargar o quadril nesse Dolce & Gabanna. É uma produção que combina bem com a fashion victim brasileira, porque fica uma coisa bem enfeitada para uma festa ou evita os colares e os brilhos e sai para jantar com o namorado. É um vestido bonito, simples, ao mesmo tempo em que alarga o quadril, ele alonga o pescoço, só que tem linhas que derrubam os ombros.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Diário - Lembrando o Amigo Márcio Bertola | por Jamill

Hoje recordei meu querido e inesquecível amigo Márcio Bertola, que morreu recentemente aos 52 anos e foi um dos mais importantes jornalistas sociais e escritores de Minas Gerais, com trânsito livre em todas as principais reuniões da alta sociedade mineira, carioca e paulista. Amante das artes, das boas maneiras, amigo de pessoas muito especiais como o simpático Governador Aécio Neves, o chique Carlinhos Ferreira que saiu de Minas Gerais para brilhar na moda em Nova York, a sempre elegante e simpática Ângela Gutierrez, os tradicionalíssimos das famílias Andrada e Bia Fortes e muita gente bacana. Sempre educadíssimo e muito elegante, Márcio gostava da minha arte e me incentivava aceitar convites para expor e ser publicado em tudo que aparecia em Minas Gerais. Eu achava divertido. Quando fiquei sabendo de sua morte eu fiquei estático (!). A lembrança de seu nome me veio numa conversa, logo fui reler o livro “É Proibido Esquecer”, que ele escreveu e que tenho devidamente autografado – a capa é uma pintura do Mário Mendonça, ‘O Vento da Tarde’, de 1983. Uma das coisas que eu mais admirava no Márcio como figura social era a pontualidade que ele tinha e a objetividade em tudo. Se ele me mandava um cartão, fax ou fazia telefonema convidando ou avisando sobre algo, era sempre simpático e tudo bem prático, curto e suficiente. Com um bom humor memorável. É quando pessoas queridas, como o Márcio, se vão, que vem a certeza da importância de que devemos viver o máximo possível ao lado dos nossos amigos. Nós sabemos quando somos bem-vindos, quando somos queridos; então, vamos conviver mais com nossos amigos, aprender com eles e guardar boas recordações. Porque, é isso que vale.

domingo, 9 de dezembro de 2007

Click & Jet Set - Maria Mayrink Veiga, a Neta de Carmen, no Baile de Debutantes do Hotel Crillon, em Paris | por Jamill Barbosa Ferreira

Todo mundo estava em pura ansiedade para ver a jovem Maria Mayrink Veiga Frering, 16 anos e 1,80m, neta da jet-setter brasileira Carmen Mayrink Veiga – considerada a mulher mais elegante da América do Sul e uma das mais elegantes do mundo –, no sofisticado Baile de Debutantes do Hotel Crillon, em Paris. Não é nada fácil receber convite... Para entrar no grupo, as jovens precisam ser descendentes de celebridades internacionais, o top do top, de várias áreas. Maria herdou da mãe, Antonia (casada com o megaempresário Guilherme Frering), e da avó Carmen a extrema beleza que foi somada aos olhos azuis paternos. Fotografada para as principais revistas e jornais do mundo, ela usou um luxuoso vestido rosa da alta costura de Valentino e foi apadrinhada pelo costureiro em pessoa. Nada mais natural, pois além de vestir sua avó, sua mãe e ela mesma, Valentino é amigo íntimo dos Mayrink Veiga. Do Brasil, além da Maria, só mais uma brasileira estava no baile: Gemima McMahon, de 16 anos, filha de Assíria Nascimento e enteada do Pelé – que não foi ao baile –, ela usou um lindo vestido Elie Saab e bastante elegante, assim como a Maria, representou muito bem o Brasil. A presença da jovem Maria nesse baile - ela com toda a carga genética de elegância -, nos faz reviver um mundo de pura sofisticação que aos poucos vai voltando, como se nossa geração jamais tivesse experimentado uma fase vazia de bailes, luxo e muita beleza.
.
Fotografias: Jornal do Brasil e ABACA Press.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

"Soy Cafona!" | Viajando com Malas Novas

Não há coisa mais cafona, em matéria de viagem, do que usar mala nova – se é viagem internacional, então, o negócio piora. Aliás, qualquer acessório com cara de novo é muito, mas muito cafona. Até hoje, uso as mesmas malas de quando eu era adolescente. Quando uma pessoa compra um conjunto de malas para ostentar a grife, acaba não sabendo que a grife representa qualidade e não ostentação. Então, não é coisa descartável, que tenha de trocar todo o tempo; é para a mala durar muito mesmo, só isso. Há muita coisa na vida que é para sempre: sapato, roupa, mala. Se você está começando agora, no meio dessa onda "nouvelle riche", e acabou de comprar uma mala bem nova, trate de envelhecê-la. Qualquer coisa vale. Ligue para alguém em Manaus ou Porto Alegre, combine tudo, encha a mala com papel de embrulho e despache-a para lá muito bem embalada. Em seguida, a pessoa contatada despacha de volta. Ou, quando tiver de ir ao supermercado, ponha a mala nova no porta-malas com as compras por cima. Encher a mala de coisas bem pesadas e atirá-la escadaria abaixo duas vezes, três, quatro vezes. Cada um que encontre uma saída. Depois de bem surrada, marcada, aí sim, você mantém ela bem guardada para as viagens, recheada com papel. Uma beleza! Agora, se você adora usar mala nova, coisa reluzente de tão nova, fazendo toda essa questão de mostrar que acabou de comprar e que está viajando, que acha isso uma coisa assim sensacional, é um direito seu; mas, trate de colocar um dente de ouro para entrar bem no clima.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Moda - Versace Para o Armário do Homem Brasileiro | Primavera/Verão 2008

Não sou muito fã de azul, mas gosto de preto. Na coleção primavera/verão 2008 da Versace, Alexandre Plokhov apresentou muita coisa azul e preta. Gostei de tudo. Calças em cintura alta, camisas em estilo polo e casacos de um só botão. Um dos detalhes que mais me desagradou foi que há muita coisa justa, calças e camisas. Ninguém deveria usar roupa justa, a menos que seja por trabalho, que faça montaria ou vá pilotar uma moto, por exemplo, que a roupa não pode ser folgada para impedir que prenda e aconteça um acidente. Muitos colarinhos sem botão, apropriados para cerimônias mais formais. Mas, há também a gola padre, que é esporte. Gostei da pouca inovação nas cores dos sapatos, quase tudo marrom e preto – mas, havia um sapato caramelo aqui e ali, que é uma cor horrorosa para sapato de homem. Sugestões clássicas, com combinações de cores simples causando um efeito chique. Selecionei 11 modelos da coleção, os que mais me agradaram e que combinam com o clima brasileiro. Vamos às fotos:
.
1 – Apropriado para o homem moderno que acaba de fazer uma palestra em Brasília e já voa para São Paulo porque tem de fazer uma entrevista, por exemplo. As cores são simples, mas não menos chiques por isso. Combinações perfeitas e confortáveis. É uma roupa que entra de manhã e à noite com a mesma atmosfera e facilita muito, porque a camisa e a gravata podem ser de qualquer cor. E os sapatos podem variar facilmente entre preto e marrom;
.
2 – Essa é uma coisa muito chique. Note a calça com brilho acetinado, que é uma tendência de sempre na moda, que deixa a roupa muito mais bonita e que acabou voltando em muitas coleções como, por exemplo, a apresentada recentemente pela Dolce & Gabbana para os homens. É fácil imaginar, com essa combinação, o homem ir numa exposição em São Paulo e depois sair para almoçar ou mesmo jantar com a namorada. Gostei muito dessa produção;
.
3 – É novamente uma sugestão chique para o dia-a-dia, ideal para homens com trabalho corrido, que vai pegar metrô e tem de estar bem apresentável em qualquer lugar. Os bolsos com zíperes e o tecido impermeável revelam o conforto e a tranqüilidade de poder cumprir todos os compromissos com tudo bem protegido da pressa, movimentos bruscos e incidentes de percurso. O detalhe na gola faz ótima diferença, dando mais sofisticação visual;
.
4 – Um dos prediletos dessa coleção, absolutamente simples, confortável, chique. Mas, eu substituiria a calça por uma risca-de-giz. É roupa banal, para o dia-a-dia;
.
5 – Tem todo um ar esportivo. Os sapatos caramelo eu não aconselho para ninguém, melhor seria um mocassim marrom (sem meia, sempre). Ideal para personal trainer bem alinhado e moderno do Rio, São Paulo, Recife, que sai da academia, do trabalho, põe uma roupa bem bacana e vai almoçar com a namorada ou vai numa loja escolher um presente para ela;
.
6 – Funciona igual ao modelo anterior, é roupa apropriada para homens esportivos. Precisa ter um braço bonito para usar. Como é roupa sem mangas, nada de sair para almoçar sem um casaco;
.
7 – Resolvi colocar esse aqui para explicar a funcionalidade que é. Com essa produção você vai em casamento de manhã ou a noite. Pode e deve repetir o mesmo terno pela vida toda, enquanto ele estiver muito conservado. Com a facilidade da escolha de camisa e gravata na cor que quiser. Pode ir para o escritório, sair para jantar com sua mulher, namorada ou com um grupo empresarial para fechar um novo negócio. Ainda há possibilidade de substituir a calça por uma cinza para compromissos durante o dia (mesmo para ir num casamento). Para ocasiões menos formais, use camisa com botão no colarinho. É uma roupa indispensável no armário de qualquer homem de qualquer idade e que já tem de ir a casamentos;
.
8 – Pode parecer um estilo dark, pela mistura de vermelho e preto acetinados. É look noturno. Ideal para ver uma exposição, ir ao teatro, enfim, compromissos que sempre se estendem com um jantar depois;
.
9 – Eu gosto muito do look em preto total. Esse, especificamente, é o mais luxuoso dos pretos totais que passaram na coleção. Sabe quando você recebe um convite para uma formatura com o absurdo do “Traje Esporte Fino”? Pois bem, é exatamente esse estilo que eu aconselho para cumprir um convite que pede um traje que simplesmente não existe. Ou é esporte, ou é fino. Não quero dizer que a produção esteja errada, pelo contrário, ela é correta para compromissos noturnos, tem bem um clima novaiorquino, paulista. Ideal para compromissos sem exigência de traje, para ver um desfile de moda, receber uma homenagem, formaturas, etc.;
.
10 – Elegante para jantar fora, ou mesmo em casa particular quando é coisa íntima. Entra muito bem em compromissos noturnos de verão nas cidades litorâneas. Também funciona como o traje anterior. Apesar de ser um preto total, passa muita leveza;
.
11 – É um look esportivo e noturno. Você vai num barzinho, vai namorar, pegar alguém no aeroporto ou mesmo quando tiver de ir em shopping center. Eu substituiria o cinto vermelho por um marrom, sapatos marrons e calça azul. Até porque cinto e sapato da mesma cor é bem chique em qualquer tempo.

Beleza Masculina - Cosmética Masculina Com Praticidade | High Recharge da Biotherm Homme

Acho importante que o homem, em qualquer idade, cuide de sua beleza, mantenha a pele sempre bonita, saudável. Mas nada exagerado e tudo com o máximo de praticidade. Estar atento às novidades do mundo estético é, no mínimo, preocupar-se com seu bem-estar e sua apresentação para o mundo - isso também envolve auto-estima. Agora, sou contra exagerar e mergulhar no rótulo metrossexual. Mantenhamos o mínimo. Uma dica que eu experimentei e que passa longe de ser uma frescura ou exagero, é o High Recharge – Biotherm Homme, "o concentrado hidratante e anti-fadiga non stop", que fornece importante dose de energia diária para a pele masculina e pode/deve ser usado desde muito cedo para combater as marcas da idade, a aparência de cansaço que vem do stress. O resultado é uma pele mais bonita, saudável e resistente – inclusive às mudanças climáticas. Tudo porque o produto é rico em Ginseng puro (que estimula a microcirculação cutânea), sais minerais, oligoelementos e vitaminas. A pele fica lisa, harmoniosa, com marcas de expressões suavizadas. Há também uma combinação de extrato do salgueiro branco e ácido aspártico que estimula o sistema defensivo da pele e a reparação celular dia após dia, fortalecendo a pele contra as agressões do dia-a-dia e do tempo. O preço no Brasil é bem acessível e os resultados são percebidos logo na primeira aplicação. Mesmo se fosse um produto bem exclusivo, valeria a pena, porque diante de tanta tecnologia visando à manutenção diária do nosso corpo para que possamos chegar muito bem à velhice, seria estacionar no tempo não se render aos bons produtos. Evite encher a bancada de seu banheiro com muita coisa que você vai acabar esquecendo e invista no mínimo de qualidade e praticidade. Com High Recharge você tem confiança de estar usando um produto de qualidade mundial e desenvolvido especificamente para os homens, cada vez mais ocupados e interessados em praticidade.