sábado, 12 de janeiro de 2008

Moda - O Dez da Moda Sandpiper no Fashion Rio | outono-inverno 2008

Como eu poderia explicar a simpatia que tenho pela marca Sandpiper? Não tem como... E a simpatia só aumentou depois do desfile outono-inverno 2008, apresentado no penúltimo dia de Fashion Rio. A marca fugiu do caminho das outras marcas, apresentando uma moda que vaga pela intenção ‘anos 80’, com muito charme, naturalidade, peças elegantes e atuais. Tudo próprio para o vestuário de mundo. Foi um dos mais bonitos desfiles e o Napoleão Fonyat está de parabéns. As cores, simples, sem nenhuma intenção de ‘chocar’ ou de ser mais que um ou outro, nada disso. A Sandpiper apresenta modelos de roupas para a vida comum de qualquer pessoa que vai circular pelos maiores centros brasileiros e do mundo com a mesma linha de sofisticação. Tanto, que a produção foi mínima, o mais realista possível com cabelos naturalmente arrumados, maquiagem leve e modelos de óculos. A marca quis mesmo que as roupas fossem analisadas pelo efeito do uso no dia-a-dia. Xadrezes bonitos, calças e camisetas em risca de giz – que eu gosto muito. Listras previsíveis, mas sempre elegantes. Vestidos aparentemente normais para o dia-a-dia, mas que se transformam a partir dos acessórios, brincos e maquiagens... A cliente sente-se firme com uma base Sandpiper para criar o estilo que quiser. Para os homens, camisas com grandes e abertas golas e mangas ajustadas aos braços. Mesmo os looks que misturavam branco com preto, alguns com listras horizontais aliadas às verticais das calças em risca de giz, passavam ar de sofisticação. Bermuda e perna com meia longa. Vestidos curtos com meias ainda mais longas. O atlético modelo Paulo Zulu fez duas entradas e muito sucesso - ele sempre faz sucesso. Camisetas justas, tão em moda hoje em dia, seguindo o ritmo pela valorização dos clientes que exibem o corpo trabalhado por musculação ou cirurgias plásticas. Mulheres muito alinhadas em comprimentos perfeitos, blusas ligeiramente ajustadas com pouco mais de volume nas calças e saias, cintos clássicos neles e nelas e vez ou outra uma gravata borboleta que passava despercebida no pescoço das garotas – é produção comercial, não é obrigatoriamente para o uso. Tudo com toque atual, uma recriação do estilo urbano tão batido e conhecido, mas com muita elegância. Agora e sempre, com essa coleção você bate Nova York, São Paulo, Rio e os principais centros com roupa absolutamente elegante seja para pegar metrô, ver uma exposição, ir ao teatro, jantar com a namorada, tudo, tudo com toda essa atmosfera clássica re-paginada através da Sandpiper, que está de parabéns.

Um comentário:

surfistasonhador disse...

oi jamil meu nome é vinicius e gostaria de saber onde fica a loja sandpiper aqui no rio de janeiro RJ
se tiver o ndereço me passe por favor, meu e-mail é surfistasonador@gmail.com ou vini_adrenalina@hotmail.com e te adicionarei,grato.