quinta-feira, 5 de junho de 2008

O Funeral de Yves Saint Laurent em Paris

De domingo até agora acompanhei fielmente cada notícia internacional sobre as homenagens feitas por toda a imprensa européia para Yves Saint Laurent (1936 – 2008). Hoje aconteceu a missa fúnebre na igreja Saint-Roch e muita gente estava presente. Juntos, durante a missa, Pierre Bergé e a mãe do “Pequeno Príncipe” (como era chamado), Lucienne Mathieu-Saint Laurent, com 95 anos. Nicolas Sarkozy, presidente da França, e sua mulher Carla Bruni, amigos do costureiro, estavam presentes. Também estava a sempre amiga e presente em tudo que Yves Saint Laurent fazia, a atriz Catherine Deneuve que compareceu usando uma versão menor do “coração”, a jóia criada pelo mestre e levando um ramo de trigo – para quem não sabe, o escritório de Saint Laurent na avenue Marceau era repleto de vasos com trigo, era sua superstição imaginar que o trigo lhe trazia sorte. Farah Diba, viúva do xá do Irã também estava lá, os nomes da moda: Alber Elbaz, Kenzo Takada, Hubert de Givenchy, Christian Lacroix, Jean-Paul Gaultier, John Galliano, Valentino e muitos outros famosos e anônimos estiveram presentes. Toda a multidão aplaudiu a chegada do caixão na igreja e quem não conseguiu entrar, assistiu a cerimônia pelo grande telão instalado do lado de fora. Pierre Bergé e Catherine Deneuve (que recitou um poema) falaram homenagens durante a missa e músicas nas vozes de Maria Callas e Jacques Brel e trecho de Réquiem de Mozart acolhiam os presentes. Em sinal de respeito, todas as lojas Yves Saint Laurent do mundo fecharam as portas por 2 horas. O corpo foi cremado em cerimônia íntima, depois da missa... As cinzas do costureiro ficarão em Marrakech, no Marrocos, numa propriedade dele e de Pierre Bergé. Todo final é triste, mas como disse Bergé, “tudo que Yves Saint Laurent criou na moda está pelas ruas de todas as partes do mundo”. Em meio à despedida, um detalhe que não passa despercebido aos que sempre acompanharam YSL, é que todos os presentes, de preto como tem de ser, estavam usando a cor preferida de Saint Laurent. Esse grande costureiro que revolucionou a moda feminina estará sempre presente na moda e na lembrança dos que têm bom gosto.

Fotos: Yves Saint Laurent e seu cão, Moujik, em 2002 ; Lucienne Saint Laurent, Pierre Bergé e Catherine Deneuve; imagens de Catherine Deneuve e do casal Nicolas Sarkozy e Carla Bruni. Na foto à direita, Catherine Deneuve e a manequim Mounia, a primeira manequim negra e que desfilava para YSL.

Fotos: Jean Paul-Gaultier, John Galliano, Kenzo, Stefano Pilati, Valentino e Cláudia Schiffer, Sonia Rykiel e Vivienne Westwood.

Um comentário:

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic