domingo, 23 de novembro de 2008

Beleza - As EMBONECADAS: Um Sonho Mais Que Perfeito de Feminilidade

Eu acho tão bonita essa capa da Vogue Jóias de 2005 que um ano depois mandei ampliar, emoldurar e coloquei dentro de meu closet... A expressão e as cores são lindas! Uma beleza de menina com esse olhão azul e inundada de vaidade! Óbvio que a produção apresenta o ápice da fantasia, porém, não é incomum. É claro que existem meninas ultra-vaidosas-modernas-estilosas, com fantástica base familiar, uma magnífica educação de feminilidade desde bem pequenas. São as verdadeiras Mayrinkizinhas. Muito raramente usarão jeans! Elas já são muito, muito chiques; e passam horas copiando as mães, imitando-as – e não me pergunte se é barato para o pai amar uma família assim... Ninguém mais fala em dinheiro. Embalada por “In My Heart” do Moby, a menina-boneca caminha robotizada em linha reta, como numa corda-bamba, desfilando pelos corredores rumo à sala de almoço... E que vestidão rodado! Enorme laço na cabeça. Sapatinhos brancos com fivelas e meias no mesmo tom. Como ela está embonecada! Como ela é embonecada! Com as mãos na cintura, dá um passo e projeta o ombro direito para frente, dá outro passo e projeta o ombro esquerdo... Ela não tem pressa para nada na vida e já acha cafonérrimo toda gente localizável. Ama o eyeliner, cabelão, tafetá e cetim, jóias e perfumes. Seria perfeito que as meninas fossem tão disciplinadas, vaidosas e elegantes. Porém, também seria um escândalo imaginar que a novíssima geração seria criada assim. “Onde está a diversidade e a tolerância?”, perguntariam. Não seria fácil, mas também não é impossível... Para que a filha tenha infância e adolescência baseadas nas exclusividades da vaidade e feminilidade máximas, os pais gastariam uma nota (!). E, mais tarde, os namorados e maridos também. Mas, ninguém mais quer ser pobre hoje em dia e dinheiro fica sempre num plano bem afastado do que realmente interessa que é o estilo e o charme... Na adolescência, um jovem rapaz gastaria e pensaria 100 vezes mais com convites para jantar, até que tivesse a certeza da hora certa para pedir a 'embonecada' em namoro, em casamento. Quando adultas, é previsível que façam encomendas na alta costura francesa e serão muito paparicadas pelos maridos, afinal, mulher nenhuma casa para cair da escada e homem nenhum deixa de fazer as vontades de sua amada. Enquanto muitas mulheres viveriam camufladas numa atmosfera de solidão por causa da competição comercial e da mesmice dos modismos, a 'menina-boneca' vai estar muito além de tudo isso. Pois ela foi educada para se conhecer bem, se dar ao luxo das cores e recursos disponíveis para o público feminino. Se a mulher sai da linha, ela perde a graça e, se cada uma for perdendo a graça, grande parte da beleza do mundo vai dançar de vez.

Nenhum comentário: