segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Natal - Final de Ano, Família, Valores, Amigos e Amores | Feliz Natal e Feliz 2009!

Eu não sei como você celebra seu Natal; só sei que eu adoro o Natal e celebro rezando, do meu jeito, em vários momentos do dia, e me sinto muito feliz no Natal, o aniversário de Jesus. Tudo é possível quando se tem Deus no coração, quando se tem a família conosco. Não importa se seu coração tem capacidade para abrigar um Maracanã de pessoas, isso não é nada e soa falso, soa desesperador... É a família que deve estar sempre em primeiro plano e essa é uma data para se passar com a família. Se existe conflito entre seus familiares, ou qualquer coisa de incômodo, não adianta alimentar o que vai gerar coisas ruins... Basta que você seja paciente, tolerante, tenha tranqüilidade no coração. A gente só consegue passar algo de bom para os outros, depois que conseguimos ter controle sobre nossas próprias vidas a ponto de filtrar tudo deixando apenas o lado bom do quem vai acontecendo. A base para ter essa consciência é reconhecer a importância da família em todos os momentos. Tem gente que diz: “eu tenho a mim mesmo!” Teoricamente pode ser, mas, o ser humano é uma criatura sociável e não surgiu do nada. É na hora do aperto que a gente se toca dessas coisas... Por puro comodismo, um tipo de irresponsabilidade e infantilidade, de descuido, não vivenciamos esse amor e essa necessidade de família dia após dia. Parece que a moda é buscar sempre um caminho de felicidade artificial... Criou-se uma falsa idéia de que é um tipo de fraqueza expressar seus sentimentos naturalmente. Quanta perda de tempo! Dá mais trabalho bancar o durão do que viver de forma natural... Nós ainda não evoluímos em nada nessa questão de vivenciar naturalmente uma auto-suficiência – que só funciona como escudo nesse mundo onde cada vez mais gente quer passar sempre uma segurança, uma competência, uma coisa “sensacional”... Não adianta forçar a barra para nada, porque Deus nos conhece verdadeiramente e a vida é formada por escolhas: viver do jeito bom e do jeito ruim, seja como for sua rotina, sua casa, sua família e suas obrigações. Você até pode construir e destruir coisas, sozinho, mas numa hora ou noutra você vai cair no colo da família para se sentir seguro. Então vai perceber como é mais fácil ter a ajuda de quem nos ama e como era fácil expressar e compartilhar esse amor... Todos nós temos nossas fraquezas, nossas solidões, e precisamos de quem nos entende de verdade. Vamos valorizar isso. Do nada a gente passa por um tiroteio na rua, voa num avião com problema, entra num trânsito perigoso, escorrega... Nós somos muito frágeis minha gente! Nós vivemos numa linha frágil de incertezas! Apenas com a fé e com o amor, nós podemos caminhar com segurança. Somente assim seremos fortes, não perderemos tempo para nada que seja bom e útil e sempre tentaremos fazer o melhor possível e do jeito certo. Sinta o Natal, sinta o amor da sua família, o amor de seus amigos. Sinta as cores, as simbologias que nos enchem de conforto e alegria íntima. É importante fazer ceia sim, porque é simbólico. O mundo vira do nada e muita coisa muda sem que ninguém esteja esperando... A mensagem que você quer deixar para o mundo deve ser plantada nas pessoas que você ama. Então, celebre o Natal com amor, com fé, com toda a beleza que a data nos proporciona. É tão bonito passar de carro nas ruas e ver as casas enfeitadas; por mais que alguém diga que “isso não importa”, é claro que importa, porque as cores ajudam à vida, as luzes e as cores nos fazem bem, me fazem interiormente bem. Até hoje eu fico hipnotizado olhando a árvore de Natal com as lâmpadas e os enfeites de vidro e espero me sentir sempre assim, pois é um sinal de que não perdi todas as cores de minha infância. Eu acho tão bonita uma vida que é coberta por cores, por quadros, por coisas boas e bonitas. Então... Na noite de Natal eu vou vestir uma camisa bonita, calça xadrez e sapatos marrons e ficarei pronto para uma noite tão bonita em homenagem ao nascimento de Jesus. Rezarei por minha família, pelos animais de rua, pelas crianças e idosos, pelos meus amigos íntimos e pelos que lembram de mim. Eu não guardo nada de ruim dentro de minha cabeça e meu desejo é para que você faça o mesmo, pois somente assim consigo me manter sempre produtivo e consigo ter um ritmo tranqüilo de raciocínio que me permite expressar cada vez mais o que eu sou e o que sinto. Se você não fez sua novena de Natal, sempre dá tempo... Acompanhe a ‘Novena dos Filhos do Pai Eterno’ pela Rede Vida [horários abaixo], todos os dias eu assisto essa milagrosa novena. Não perca também a apresentação da orquestra do Ed Costa, também na Rede Vida [horários abaixo]. É isso; cubra sua vida de coisas bonitas, de qualidades, de prazeres úteis e contagiantes. Telefone para quem você ama e que vive longe, envie um cartão escrito à mão e expresse toda sua alegria e seu carinho. Faça alguma coisa! Não apenas porque é Natal, mas, porque no Natal todos nos sentimos cobertos por uma alegria maior, uma sensibilidade maior e todo o clima de luzes, de festa, de cores e de fé, tudo isso nos faz sentir a felicidade que é amar nossas famílias, nossos amigos íntimos e buscar sempre um caminho bonito. Aproveitemos esse período construindo coisas especiais, duráveis, que sejam importantes para nós e para quem amamos. Eu desejo para você um Natal muito feliz ao lado de sua família e um ano 2009 cheio de saúde, prosperidade e muitas alegrias. Obrigado pela visita ao blog. Eu adoro quem gosta de mim. Um abração de Natal. A gente se vê em 2009.

- Horários da Novena dos Filhos do Pai Eterno (TV Rede Vida):
Segunda à Sábado: 10:00h - 17:00h - 21:30hs
Domingos: 09:00hs e missa às 17:30hs


- Horários da apresentação de Ed Costa "Cantando para o Papa" (TV Rede Vida):
Dia 22/12/08: 22:00hs
Dia 27/12/08: 20:00hs

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Moda - Mulheres Caindo do Salto | O Exagero dos Saltos Altíssimos

As mulheres que gostam de saltos muito altos e usam, poderiam falar na prática de como deve ser complicado 'engolir' o conforto em nome de uma linha estética do nada para o nada. Então, por que elas continuam usando? A moda está oferecendo uma infinidade de saltos extremamente exagerados e as mulheres nem andam mais como felinos (rebolando naturalmente), elas andam como se estivessem com pernas de pau num circo. Lembro que achei muito esquisito quando anunciaram que a Nan Kempner desequilibrou-se num salto de 20 centímetos, assinado por John Galliano, e caiu fraturando a bacia... Pensando de maneira alienada, foi até chique, é verdade, mas certamente foi doloroso. Se, nessa “evolução” da moda, a oferta mantivesse a prática pela teoria do conforto, da feminilidade e da elegância, muita coisa seria corrigida, pois, na prática, cada mulher aplicaria ao seu visual uma solução muito pessoal. Mas, como a oferta de moda caiu no deslumbramento do desconforto – inclusive desconforto estético, também na produção de sapatos, em nome de uma moda cada vez mais artificial –, a grande maioria não tem mesmo outra escolha, a não ser comprar saltos altíssimos que lhes renderão dores e quedas, se não quiser andar descalça por aí. Porque, infelizmente, a indústria da moda está desenvolvendo peças para um único tipo físico. O que facilita a produção e dificulta a vida das mulheres, que acabam perdendo sua própria identidade em nome de um padrão estabelecido por um marketing absolutamente comercial, que põe a necessidade humana e individual em milésimo plano, quase sem interesse. Mas, não posso jogar a responsabilidade de toda essa ditadura de moda no marketing puro. Eu jogo essa responsabilidade sobre você, que alimenta com milhões esse consumismo do que é imposto em moda e não na diversidade de ofertas que enriqueceria seu estilo próprio. A mulher de hoje considera mais fácil seguir o figurino de uma página de revista; para isso fazem terríveis dietas e tratamentos estéticos para entrar no 'clube do corpo padronizado', do que se dar ao trabalho de analisar o que realmente combina com seu corpo hoje e quais os recursos apropriados para enaltecer ou disfarçar certos detalhes físicos. Pois, ninguém passa por uma mudança tão brusca do dia para a noite... Então, como seria esse meio-tempo? Mergulhada em antidepressivos?! Minha gente... Vamos parar com isso. Será que vale a pena você usar um salto 20 para passar 10 minutos numa festa e no dia seguinte, na melhor das hipóteses, ter de chamar massagista, ortopedista e se encher de antiinflamatórios? Os maridos dessas mulheres devem ficar no mínimo surpresos: casarão com mulheres de 1,90m que na verdade medem 1,70, com mulheres de cabelo liso que na verdade têm cabelos cacheados, mulheres de cílios longos que quando vão dormir revelam que são postiços. Garanto que ao natural elas agradarão bem mais. A moda pode parecer muito cruel às vezes. Mas, ainda mais cruel que a moda é você, que compra, dentre tantas coisas, seus saltos exageradamente altos, com a ilusão de que ficará bem, mesmo sabendo que não vai, porque seu andar ficará feio, seu corpo vai sofrer e todo esse desconforto ficará tão aparente em sua imagem que seu estilo vai mesmo cair do salto.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Alta Costura – O 'Modernismo' Chique de GIORGIO ARMANI | Giorgio Armani Privè – primavera-verão 2008.

Hoje eu comento a mais bonita coleção da alta costura de Giorgio Armani, primavera-verão 2008. É impossível não reparar na mistura de Karl Lagerfeld e Valentino... E, portanto, apesar do ótimo gosto, não é de grande novidade. Muitos drapejados, formas geométricas e estampas absolutamente artísticas e modernas, pedras semipreciosas e um perceptível esforço em fazer peças visivelmente individuais, detalhadas e cheias de recursos inesperados para o caimento. Então, algumas peças passam certo artificialismo - Galliano que o diga em coleção recente. A estrutura-base é formada por sobreposições de tecidos suaves ao movimento e às formas físicas, como seda e tule, por exemplo... Muita coisa aliada a uma paleta de cores geralmente tão suaves quanto os tecidos. E ombros muito equilibrados, eu gosto de ombros bem alinhados. O que mais me impressionou, de maneira positiva, diante de um caminho já percorrido em criação, foi o belo e raro efeito óptico – resultado dessa sobreposição – que, de uma maneira evidente, fez com que as linhas e efeitos horizontais não 'engordassem' a silhueta... Outras formas ainda davam ilusão de profundidade. E isso é muito, muito chique e moderno. No mais, você acaba não sabendo onde parou o clássico e entrou o contemporâneo nesse resultado atemporal da alta moda Giorgio Armani Privè.

Agradecimento: Em homenagem ao leitor Felipe Arthur Rodrigues, que passou várias sugestões para o blog.