quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Moda e Comportamento - JAMILL Estuda Estilo e Comportamento, Masculino e Feminino, em Produção de Moda

Um ensaio publicado pelo W mostra um casal em cenário de verão com produção típica dos devaneios da moda, porém, com mensagens diretas sobre biótipo, estilo e comportamento. A mulher, Linda Evangelista, usa alta costura, abarrotada de acessórios e recursos típicos da indumentária feminina - inclusive o salto alto com grande apelo fetichista aliado à transparência que hoje é considerada banal - avança com todas as suas curvas sobre um homem que... Desde quando homem precisa de acessórios e recursos da moda para ser atraente, sobretudo numa atualidade onde as próprias mulheres andam masculinizadas? Atualmente, tanto os homens quanto as mulheres buscam os mesmos ideais, cometem os mesmos erros, usam os mesmos produtos, trabalham em setores iguais, dividem as tarefas de casa. Está bem evidente que nessa foto, ao contrário de hoje, homens e mulheres têm, respectivamente, seus próprios papéis. Tirando um pouco da fantasia criada pela produção, a mulher revela cena íntima, ao passo que também apresenta astúcia, exibindo partes específicas do corpo, como as pernas; enquanto o busto está coberto por um bolero, sinal de timidez ou insegurança – ou puro charme. Porém, além da atmosfera de sedução, note como ela permanece intocável, como uma volta ao passado, quando a entrega física e sexual ainda tinha muito valor para a maioria, valorizando cada detalhe de sedução, cada expressão de charme. Era tão mais chique, elegante, atraente! O homem expressa força, firmeza, apresenta-se livre de acessórios, somente com máscara de pirata, simbolizando certa valentia, e com luvas que provocam o distanciamento físico, mesmo num aperto de mãos, reforçando uma frieza, desprezo pelo que é meloso ou apaixonante, pois sabe que a garota não será fácil... Nada que é fácil tem valor, nem no homem nem na mulher. Corretamente masculinizado! Exibe naturalidade ao máximo e põe charme no penteado, repartido do lado, com topete. Um cabelo bem bonito mesmo para homem! Vaidade na medida certa. Sobre o corpo... Sempre achei feio e cafona homem musculoso em passarela de moda, em editorial de revista. Mesmo no dia-a-dia... O exagero na malhação está criando um tipo físico que não combina com quase nenhuma roupa formal e vem resumindo o armário desse grupo à regata e calça de malha, ou jeans. Para quem é atleta ou para quem trabalha duro carregando peso sobre o corpo, tudo bem... No mais... Mesmo quem é gordo hoje, pode simplesmente decidir não ser mais e passar por uma tremenda mudança. Tudo isso depende da sua vontade, quer ter menos ou mais peso, enfim, tudo tem jeito e há caminho para qualquer estilo na moda, o importante mesmo é que você deve ter controle sobre você mesmo, sobre o que você quer... Corpo masculino bonito deve ser magro, com definição muscular sim – mas, o mais natural possível, sem exageros – e tem de ter ombros largos e quadril estreito. No máximo, braços e coxas largos pelo futebol ou qualquer outra atividade física... Não deve passar disso. É o tipo físico exato para fazer bonito na hora do formal, na hora da roupa de banho para aproveitar o verão. Também funciona na sedução. Além desse tipo de corpo esbelto, a beleza masculina deve ser mais acentuada pelo penteado, o corte de cabelo. E minha dica é sempre o topete, alto, repartido do lado; ou fios desfiados e com volume. O charme masculino é mais fácil do que o feminino. O homem tem mais espaço para exibição física, tem mais espaço para um comportamento livre; e liberdade é sempre atraente para as mulheres. Além das plásticas, as mulheres possuem uma infinidade de "armas" da moda para a conquista, para a própria expressão e é isso que a foto apresenta. Porém, em matéria de comportamento, é muito importante dizer que os homens erram mais do que as mulheres, então, que elas possam resgatar do passado a parte do charme, do ser difícil, pois isso valoriza muito e aumenta em 100% o interesse masculino. Aumenta a graça. No mais, a moda, nisso tudo, só passa como coadjuvante que está sempre disponível para ajudar em todas as estratégias.

Nenhum comentário: