sábado, 3 de outubro de 2009

Alta Costura - Givenchy e o Fabuloso Mundo das Jet-Setters

Esse enorme vestido da alta costura de Hubert de Givenchy, com cintura de vespa, ultra-feminino e opulento é um dos principais focos da época mais feminina e charmosa aliada ao luxo do século XX. É impossível que uma pessoa de bom gosto não fique apaixonada por esse vestidão, em meio ao tempo atual atulhado de modelos 'loucos' e feios que são oferecidos por diversos fashion-designers como expressões do luxo. Hoje eu comemoro o luxo legítimo, com os materiais mais nobres do mundo, tudo devidamente forrado com seda pura e mesmo quando são banhados pelas mais naturais das cores, a coleção é um grande acontecimento. Mulheres como Carmen Mayrink Veiga, Marella Agnelli e Jacqueline de Ribes sempre encomendavam, antes da onda de mau gosto na alta costura, 2 ou 4 vestidos idênticos com cores diferentes para equiparem suas mega-salas de roupas em casas e apartamentos espalhados pelo mundo. Tudo muito sofisticado e, por que não dizer, dispendioso para simples criaturas como você e eu. Mas, sussurrando: não vamos falar em valores, porque é cafona. Não pense que é fácil manter alta costura. Basicamente, é necessário que os vestidos sejam guardados em manequins, com toda a estrutura recheada com papel de seda, tudo isso dentro de enormes baús individuais, devidamente climatizados e com anti-mofo especial, sem contar com outros mais especiais, parecidos com câmaras frigoríficas, para os casacos de peles. Quando um grande baile está por vir, o vestido é retirado de toda essa estrutura de conservação e é preciso que a dona o vista 2 dias antes para acertar o caimento. Isso é muito trabalhoso e chique! Nos anos 70, Carmen Mayrink Veiga estava no Rio pela manhã e teria um baile temático em Paris à noite. Fez um cabelão muito embonecado, vestiu alta costura Givenchy e embarcou no Concorde, com seu staff, para Paris. Isso esporadicamente, porque sempre era comum fretar Concorde para transportar 100 convidados aos castelos para caçadas na Áustria e Inglaterra. Por isso também, Suzy Menkes e Diana Vreeland se derretiam em elogios aos Mayrink Veiga. Será que há outro casal brasileiro tão hyperluxe? Impossible! Também era comum, na época dos vôos supersônicos do Corcorde, ver essas elegantes mulheres - Carmen, Jaqueline de Ribes e Paloma Picasso, por exemplo - embarcando em Paris e desembarcando em Nova York com vestidões de abafar para comparecerem a casamentos e grandes exposições de arte. Vale encarar o desconforto em nome da agenda social e da alta costura, afinal de contas o Concorde era apertadíssimo e essas chiques mulheres, geralmente, viajavam em dois lugares, com as secretárias atrás, para diminuir o aperto físico de tafetás, cetins, bordados, luvas, tules e veludos. Quando não tinham paciência, acordavam mais cedo e encaravam um longo vôo em jatos particulares. Isso é, definitivamente, o top do top.
Fotografias: Vestido da alta costura Givenchy de 1957 e Carmen Mayrink Veiga fazendo prova de uma de suas encomendas de alta costura, góla alta e mangas volumosas, com o próprio Hubert de Givenchy em 1958 (Arquivo Pessoal).

4 comentários:

felipe disse...

Belíssima a composição junto da estola, das luvas, dos 'pumps,' pena que hojê não há tanto interesse da parte das mulheres pelos acessórios de complemento...esse artigo me lembrou de uma foto que gosto muito de M. Veiga no desfile da Dior; http://pro.corbis.com/Enlargement/Enlargement.aspx?id=0000138300-001&cf=2&caller=search de bota cano longo lembrando de como botas são elegantes e blazés e como hoje estão vulgarizadas nos looks à la Donatella...

Jamill Barbosa Ferreira disse...

Felipe, concordo com tudo que você comentou e adorei o link para a foto da Carmen no desfile Dior Couture, porque eu ainda não conhecia essa foto. Muito obrigado pela indicação da foto, pelo comentário. Visite mais vezes o blog.
Um abraço do Jamill.

felipe disse...

Jamill, se você estiver em SP pelo mês de dezembro, eu vou estar me apresentando no ballet. Vai ser no Teatro Paulo Autran, dia 3. Ficaria feliz se fosse. Mas se não puder depois te mostro o vídeo, rs ;)

Jamill Barbosa Ferreira disse...

Que bela notícia! Parabéns! Se eu for eu te aviso antes. Fazia tempo que você dava notícias. Vamos continuar nossas trocas de e-mails. Vou esperar. Abração!