quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Opinião – ZILDA ARNS, Caridade e o Terremoto no Haiti

video

Terrível o que aconteceu no Haiti, não há como lutar contra desastres naturais. Mas, há como corrigir os 'desastres humanitários' causados pelos seres humanos. É importante ajudar na reconstrução do Haiti, apoiar as pessoas. Porém, vejo como uma grande exibição o Brasil divulgar um apoio de 15 milhões de dólares, enquanto famílias nordestinas morrem de fome. Há alguns meses uma mulher morava com 3 ou 4 filhos numa casa de taipa (barro e troncos de madeira), no sertão pernambucano, o marido foi trabalhar em São Paulo e sumiu. Ela só tinha água e garganta de vaca para alimentar ela e filhos, morreu por desnutrição. Os filhos foram para lugares para onde encaminham crianças abandonadas. Seria bom descobrir a triste realidade do país, do mundo, e não apenas haver esforço, organização e determinação quando o assunto é internacionalmente divulgado pela mídia. Ajudem, mas não tapem o sol com a peneira. Deveria valer o exemplo da elegante Zilda Arns, que foi uma das vítimas fatais do terremoto; ela fez muito pelos pobres daqui, partindo para outros países após deixar tantas sedes de apoio em regiões inimaginavelmente pobres do Brasil, através da Pastoral da Criança que ela fundou. Nesse vídeo, com muita simplicidade, ela apresenta uma das campanhas da Pastoral da Criança, uma grande herança de exemplo e atitude.

Nenhum comentário: