sexta-feira, 12 de abril de 2013

Alta Costura - O Simplificado Luxo de Stephane Rolland | Primavera/verão 2013‏

Eu gostei do desfile de alta costura de Stephane Rolland, as roupas com base extremamente clássica e luxuosa, emendadas com uma certa extravagância dos canos de calças arrastando como longos vestidos. Cores simples em tecidos luxuosos. Alguns modelos com golas e ombros montados; mangas, capas e caudas esvoaçantes, drapeados, bordados. O glamour na silhueta, pois, o equilíbrio da roupa está na cintura. A transparência nas coxas é super sexy, provocante. Toda a produção de maquiagem, cabelo e acessórios, por exemplo, é mínima e clássica, nem havia jóias. Assim, o costureiro quer chamar atenção para a roupa. Uma das mulheres mais bem-vestidas do mundo, Carmen Dell’Orefice, de paletó simétrico branco, com capa, gira na passarela apresentando o traje. Um desfile de luxo que, em minha opinião, precisaria apenas de um cenário com porte mais imponente, que combinasse com as roupas. Havia violinistas em torno da passarela curva, mas, não é suficiente. Porém, talvez, assim como cabelo, maquiagem e jóias usados demonstram o interesse de Rolland em "mostrar" somente as roupas, o cenário entrou nessa onda, mas, num caminho inverso ao bom gosto no chique e clássico resultado da produção das manequins e, com uma passarela tão clean, só pode ter algum bom gosto para quem considera um saguão de aeroporto ideal para usar algo tão sofisticado quanto essa coleção. Nada é perfeito.

Nenhum comentário: